FAB tem tecnologia, mas quem acha avião são os índios!?

Publicado: 30/10/2009 em Notícias

Vladimir Soster

Avião desaparecido é semelhante ao da imagem Foto: Força Aérea Brasileira/Divulgação

Avião desaparecido é semelhante ao da imagem
29 de outubro de 2009
Foto: Força Aérea Brasileira/Divulgação

Indígenas da tribo dos Matis notificaram a Fundação Nacional do Índio (Funai) de ter encontrado, nesta manhã, a aeronave C-98 da Força Aérea Brasileira (FAB) que desapareceu entre os Estados do Acre e do Amazonas na quinta-feira com 11 pessoas a bordo, informou o Comando da Aeronáutica. O médico Marcos Roberto de Melo Lima, diretor-geral do Hospital Geral do Juruá, em Cruzeiro do Sul, no Acre, disse que foi informado pelo comando da Aeronáutica que nove pessoas estão sendo levadas para o local.

"Recebi a ligação do comando da Aeronáutica, que informou que as vítimas serão levadas para o Hospital Geral do Juruá. Nossas equipes já estão preparadas. Eles afirmaram ser nove sobreviventes", afirmou Lima.

No início da tarde, o comando da Aeronáutica e a Fundação Nacional de Saúde (Funasa) divulgaram uma nota conjunta e informaram que dos 11 ocupantes do avião, um está desaparecido e há indícios de um possível óbito. Os outros nove sobreviventes passam bem.

A aeronave pousou no rio Ituí, afluente do rio Javari, entre as aldeias Aurélio (da tribo dos Matis) e Rio Novo (da tribo dos Murugos). Segundo a nota, o C-98 foi inicialmente localizado por índios da tribo dos Matis e a Força Aérea Brasileira enviou para o local as aeronaves que estavam engajadas na operação de busca.

Desaparecimento
O avião partiu de Cruzeiro do Sul (AC), por volta das 8h30 (10h30 horário de Brasília) de quinta-feira e deveria ter pousado em Tabatinga(AM), a 1.108 km de Manaus, às 10h15.

A rota de vôo direto entre as duas cidades passa sobre o território de várias aldeias pertencentes à terra indígena Vale do Javari, onde moram cerca de 3,7 mil índios. Há pistas de pouso apenas para aeronaves de pequeno porte, localizadas nos destacamentos do Exército, ao longo de toda a fronteira com o Peru. A Aeronáutica já confirmou que, cerca de 85 minutos depois da decolagem, o avião enviou um sinal eletrônico de emergência, o que facilitou a determinação de um ponto de partida para as buscas.

Veja a nota do comando da Aeronáutica e da Funasa na íntegra:
O Comando da Aeronáutica e a Fundação Nacional de Saúde informam que uma aeronave C-105 Amazonas do 2°/10° GAv localizou às 9h40, horário local, a aeronave C-98 que estava desaparecida desde ontem. Dos 11 ocupantes do avião, um está desaparecido e há indícios de um possível óbito. Há nove sobreviventes que passam bem.

A aeronave pousou no rio Ituí, afluente do rio Javari, entre as Aldeias Aurélio (da Tribo dos Matis) e Rio Novo (da Tribo dos Murugos). O C-98 foi inicialmente localizado por índios da tribo dos Matis e a Força Aérea Brasileira enviou para o local as aeronaves que estavam engajadas na operação de busca.

O C-98 Caravan pertence ao 7º Esquadrão de Transporte Aéreo (7º ETA), sediado em Manaus (AM), e desapareceu na manhã de ontem (29/10) quando realizava um voo entre as cidades de Cruzeiro do Sul (AC) e Tabatinga (AM). Onze pessoas estavam a bordo, sendo quatro militares e sete civis.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s