Conheça as funções do Bing, serviço de buscas da Microsoft

Publicado: 21/06/2009 em Hardware

Vladimir Soster

Nos primórdios da internet, o principal mecanismo de buscas era o Altavista – no Brasil, usávamos o Cadê?, que foi vendido para o Yahoo. Então surgiu o Google e revolucionou o mercado.

Quando o grande desafio rede era indexar os milhões de sites que já existiam, acompanhando o crescimento exponencial da internet, o Google trouxe a solução. Indexou o que existia e ganhou grande relevância no mercado.

Hoje as empresas e portais se dedicam a aparecer bem no Google, pois estar na primeira página significa estar mais próximo do usuário. Surgiram técnicas de otimização para resultados de busca, e até mesmo uma área profissional dedicada a deixar o conteúdo dos sites mais "encontráveis" (ou "indexáveis").

Desde então, o Google é líder no mercado de buscas, e vem seguido de Yahoo e Microsoft. A gigante dos softwares lançou recentemente um novo sistema de indexação e busca chamado Bing. A coluna de hoje mostra as funções mais interessantes do Bing, e mostra o que ele oferece de diferente em relação ao Google.

>>> Visual

Visualmente, o Bing é mais bonito que o Google. O fato de usar uma imagem aleatória como pano de fundo do buscador dá charme à ferramenta. A foto recebe links com informações sobre o local fotografado. A imagem acima mostra a praia onde ocorreu a batalha do dia “D”, evento crucial na invasão aliada na 2ª Guerra Mundial. Existem links para fotos da época, para o mapa da região e notícias relacionadas.

Foto: Reprodução

Sai a tela branca do Google, entra uma grande imagem temática como destaque (Foto: Reprodução)


>>> Resultados simples

Ampliar Foto
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Resultado de busca no Bing é simples, com opções de buscas relacionadas (Foto: Reprodução)

Nos últimos dias realizei buscas tanto no Google quanto no Bing, para comparar seus resultados. Valorizei a relevância dos resultados, e não a quantidade. Em ambos os buscadores os resultados me direcionaram para páginas com conteúdo relevante à minha busca.

Fazer esta experiência é muito importante para saber se o mecanismo funciona corretamente e, por isso, sugiro que, ao realizarem pesquisas, utilizem os dois sites, para comparar os resultados.

Meus testes não seguiram nenhum critério científico, apenas comparei resultados de busca usando o mesmo jogo de palavras para conteúdos que eu efetivamente estava procurando.

Ao passar o cursor do mouse sobre os resultados no Bing, um destaque à direita – indicado através de um traço e uma bolinha laranja – traz mais detalhes sobre o site, incluindo links relacionados. Esse recurso, porém, não é intuitivo, e poderia ser mais bem trabalhado visualmente.

Ampliar Foto
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Cada busca apresenta detalhes complementares (Foto: Reprodução)

À esquerda da tela são memorizadas as últimas buscas realizadas, facilitando a navegação. Elas podem ser excluídas e também desativadas através de botões que aparecem logo abaixo dos itens buscados.

O Bing permite ao usuário filtrar o resultado de busca em opções que podem ser selecionadas sob o tópico de “busca avançada”. É possível filtrar por idioma da página, restringir a busca a um único site e também restringir a páginas hospedadas em um único país.

É importante destacar que a busca avançada do Google é bem mais completa que a encontrada no Bing.

>>> Outros tipos de busca
O Google oferece busca por imagens, mapas e notícias. O Bing tem uma gama mais completa de opções, envolvendo: imagens, vídeos, shopping (lojas e estabelecimentos comerciais), notícias, mapas e roteiros de viagem.

Busca por imagens

Ampliar Foto
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Busca por imagens tem opções interessantes de filtros (Foto: Reprodução)

Por padrão, o site coloca um filtro de segurança moderado que evita a exibição de conteúdo sexual e explícito no resultado de busca.

Um diferencial do Bing é a possibilidade de personalizar a página com o resultado de busca. Esta funcionalidade está à direita da tela. Assim, é possível reduzir e aumentar o tamanho das imagens no resultado, melhorando a visualização em diferentes resoluções de monitores.

Outro recurso interessante são os detalhes que aparecem ao passar o cursor do mouse sobre a imagem, com a opção de exibir imagens similares.

À direita da tela existem palavras-chave relacionadas à busca. No caso, como procurei por “Felipe Massa”, são elencados outros pilotos de Fórmula 1.
Também nesta área ficam as opções avançadas de busca, que são bem diretas:

Tamanho – permite filtrar as imagens por tamanho: grande, médio e pequeno. Destaco a opção “papel de parede” que procura imagens com formatos padrões para serem usados como papel de parede do sistema operacional.

Layout – filtra as imagens por dimensão: quadradas, largas e altas.

Coloridas – Permite selecionar fotos coloridas e em preto e branco.

Estilo – Separa o resultado entre fotografias e ilustrações.

Pessoas – Permite filtrar apenas as faces das pessoas, fotos com cabeça e ombros e variadas.

O Bing apenas restringe entre coloridas e preto e branco. O Google, entretanto, não tem opções de layout e de busca por pessoas.
Busca por vídeos

Ampliar Foto
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Busca por vídeos é uma das novidades do Bing (Foto: Reprodução)

O Google é dono do mais importante portal de vídeos da internet, o Youtube, mas não tem em seu site um mecanismo de busca de vídeos, o que é um fato, no mínimo, curioso. Se o usuário quiser buscar vídeos, precisa entrar no Youtube e fazer a busca.

O Bing tem uma ferramenta bem completa para busca de vídeos, com opção de classificação entre os mais recentes e os de melhor correspondência (ou seja, os que mais se adequam ao termo buscado).

Assim como em imagens, existem diferentes opções de como o resultado de busca pode ser visto. As opções de filtro envolvem:

Duração – tempo de duração do vídeo, dividido em curto (menos de 5 minutos), médio (de 5 a 20 minutos) e longo (mais de 20 minutos).

Tamanho da tela – normal ou widescreeen.

Resolução – filtra pela qualidade do vídeo, baixa, média ou alta.

Fonte – existem alguns sites de vídeos, como o Youtube, MSN, ESPN (esportes), Metacafe, entre outros. É possível filtrar para a busca ser feita em apenas um destes sites.

Buscas em Shopping

Ampliar Foto

 Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

Opção de compras traz comparativo de preços entre lojas e avaliação dos usuários, mas ainda é restrita ao público norte-americano (Foto: Reprodução)

Esta busca permite encontrar produtos em diversos estabelecimentos comerciais. Hoje os resultados de busca são restritos a lojas presentes nos Estados Unidos, mas esta ferramenta será muito importante aqui no Brasil quando incluir lojas nacionais.

Os filtros são bem completos, permitem listar os produtos de uma marca em específico, filtrar categorias e, também, faixas de preço. Para cada produto existem avaliações feitas pelos consumidores, além de uma lista de lojas onde existe o produto, permitindo realizar um comparativo de preços.

Um serviço chamado Cashback, associado a uma conta no Windows Live, permite ao consumidor usufruir de descontos nas lojas conveniadas. Esse recurso também está disponível apenas para usuários dos Estados Unidos.

Busca por notícias
Outro recurso que está disponível apenas para usuários dos Estados Unidos. A ferramenta permite buscar por palavras-chave nos principais veículos de comunicação. O Google tem esse mesmo recurso e já faz buscas em publicações brasileiras.

Os filtros, mais uma vez, merecem destaque. No caso de buscas no EUA, é possível selecionar o Estado de origem da notícia bem como filtrar pelo veículo de comunicação e por categoria.

Quando essa busca contemplar veículos brasileiros será muito interessante, mas, por enquanto, serve apenas para conhecer o recurso.

Busca por mapas
O Google Maps hoje é a melhor ferramenta – gratuita – de busca por endereços aqui no Brasil. O Bing tem um bom sistema de busca em mapas, porém, ainda muito restrito ao público norte-americano. Ele não consegue, por exemplo, encontrar a avenida Paulista em São Paulo. Mas o sistema parece ser bem eficiente. A busca por estabelecimentos comerciais é bem interessante: colocando “wall street, NY pizza”, por exemplo, ele mostra as pizzarias na região de Wall Street em Nova Iorque.

Foto: Reprodução

Busca por pizza na região de Wall Street, Nova York (Foto: Reprodução)

Busca por viagens
Este é o recurso que mais me chamou a atenção, tanto pela funcionalidade quanto pela complexidade.

A busca permite procurar passagens aéreas e, associado ao local destino, procurar por hospedagens. O resultado mostra inclusive a distância entre o hotel e pontos da cidade. No caso, coloquei como destino: Nova York, partindo de São Paulo. O resultado mostra diversos hotéis, com fotos do local e também características como acesso à internet, sala de ginástica entre outras.
É possível filtrar os hotéis pelo número de estrelas, serviços disponíveis e também pela vizinhança.

Testando o fluxo inverso, ou seja, saindo de Nova York e vindo para São Paulo, as opções de filtro são menores, porém, é possível observar uma boa gama de hotéis e suas distâncias para o centro da cidade.
>>> Conclusões
O Bing se mostrou um mecanismo de buscas eficiente e bem trabalhado. Claro que temos de descontar o fato de ainda não atender integralmente ao público brasileiro. Entretanto, acredito ser questão de tempo para ter todos os serviços adaptados ao nosso contexto.

Ele é tão rápido quanto o Google. Não senti diferença ao usá-lo e, também, não percebi grandes discrepâncias nos resultados de busca.

Dizer que ele vai superar o Google seria negligência minha. Mas posso dizer que é uma ferramenta com potência de disputa. Se irá conquistar o publico, só o tempo dirá. Eu julgo saudável para o mercado termos outra opção de mecanismo de busca.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s